Através do Órbi Day, promovemos uma imersão em inovação e futuros da construção para todos os colaboradores da Patrimar Engenharia

Ter apoio estruturado para a Patrimar se conectar a tecnologias e à cultura de inovação, visando acelerar a transformação digital da empresa. Esse é o propósito da parceria Órbi-Patrimar, construída a múltiplas mãos através de uma intensa imersão de diagnóstico feita pelo time do Órbi com as principais lideranças da empresa.

Para celebrar essa parceria e trazer toda a empresa para se unir a esse propósito, nós promovemos o Órbi Day. Foi uma tarde de muito conhecimento, contextualização em tecnologia, inspiração e visão de futuro para todos os colaboradores não só da Patrimar, mas também da Novolar, empresa do grupo que atua em obras no segmento de padrão médio para a classe média e popular.

Image for post

“O momento hoje, para o nosso mercado, está espetacular. (…) A gente está com faca e o queijo na mão. Na minha opinião, a gente terá nos próximos anos, anos espetaculares, de um crescimento enorme. Agora, a gente precisa estar com a cabeça aberta, pois assim como tudo mudou tão rápido até aqui, daqui para frente vai continuar mudando.” afirmou o CEO do Grupo Patrimar, Alex Veiga, logo no início do evento.

O objetivo do Órbi Day é instigar toda a empresa a adotar uma mentalidade mais ágil, criativa, propositiva e transformadora. A inovação não pode ficar presa a um círculo de poucas pessoas dentro de uma organização. “A gente quer chegar longe e para isso precisa de apoio, ajuda, cabeça boa, e é justamente isso que eu vejo no Órbi” completou o CEO na sua fala de abertura.

Foram mais de 400 visualizações de colaboradores no Órbi Day! Com o apoio da gerência de setores como RH e Marketing, foi possível mostrar para todo o Grupo Patrimar que a transformação digital não está ligada só ao TI, mas que é um caminho possível para todos os funcionários que desejam construir um futuro brilhante com a construtora.

Confira mais detalhes sobre o Órbi Day feito especialmente para a Patrimar Engenharia:

Vontade de crescer, ousadia e coragem

Com mais de 50 anos de atuação, a Patrimar Engenharia se destaca nacionalmente como uma construtora referência no segmento de alto padrão. O grupo vem se dedicando desde 2015 a promover transformações internas e tornar seus setores mais ágeis, inovadores e tecnológicos. A parceria com o Órbi, ao se tornar uma empresa satélite na nossa rede, tem o propósito de gerar ainda mais conexões e soluções inovadoras para a construtora.

Em uma mesa-redonda com o CEO da Patrimar, Alex Veiga, e a gestora de novos negócios da empresa, Patrícia Veiga, a CEO do Órbi, Anna Martins, conduziu uma conversa sobre o passado da Patrimar Engenharia e como a construtora quer se posicionar hoje para construir um futuro ainda melhor.

Como a Patrícia bem explicou, a parceria com o Órbi surge para validar e impulsionar tudo aquilo que a Patrimar vem fazendo nos últimos anos, para ir ainda mais longe. A gestora de novos negócios reforçou que essa transformação digital é para todos os setores da empresa, e que todos estão convidados a colaborar com novas ideias:

Image for post

“A transformação digital tem que estar presente em cada um. Cada um tem que pensar fora da caixa, isso é muito mais do que algo para uma determinada área. A transformação tem que estar presente na cabeça de todos os colaboradores. (…) Qualquer pessoa que tiver uma ideia bacana pode trazer, pode me ligar, mandar email, eu estou aberta a escutá-los.”

E é isso mesmo: a CEO do Órbi salientou em sua apresentação que a transformação digital é muito mais sobre transformação de mentalidade e cultura do que necessariamente aprender programação. “Transformação digital é sobre transformação de mentalidade, é essa proatividade. É sair da zona de conforto e indicar coisas. Leiam artigos, corram atrás!”, reforçou Anna. Com as conexões geradas através do Órbi, a Patrimar pode ir muito mais longe, e todos os colaboradores da construtora estão convidados a participar dessa transformação.

“A pessoas veem as construtoras como empresas tradicionais, que não têm como mudar muito, não têm como colocar muita tecnologia. Mas eu acho que as pessoas têm que pensar justamente o contrário: como o setor é o que menos desenvolve a tecnologia, é o setor que tem mais espaço para crescer. A gente olha as startups e vê o tanto de tecnologia disponível que a gente pode usar para crescer!” salientou Patrícia.

A gestora de novos negócios da construtora finalizou dizendo que: “A Patrimar não é uma construtora engessada, estamos abertos a novas ideias, a mudar realmente esse pensamento que as pessoas têm sobre o setor e que eu já tive. A gente está mostrando pra todos os colaboradores que queremos estar à frente, mudar essa mentalidade, essa famosa tradição e quebrar esses paradigmas”.

Transformação em todos os níveis

Vamos inovar esse pensamento e construir juntos futuros incríveis para a Patrimar? Na segunda roda de conversa, a CEO do Órbi recebeu os gerentes Larissa Castro, de marketing, Silvano Aragão, de recursos humanos, e Tarick Molaib Neto, de TI e projetos, para falar sobre como os diversos setores da Patrimar têm atuado na transformação digital e como todos podem colaborar com a mentalidade inovadora.

“Ver o Alex com essa energia toda, com essa garra de querer sempre inovar, isso me deixa muito feliz e muito motivado. Porque normalmente o que acontece nas empresas é o contrário, é a base da empresa lutando para convencer o presidente de que precisa mudar, e aqui o movimento é do próprio presidente. Isso é muito impulsionador para todo mundo que está nas equipes, para a gente buscar fazer cada vez melhor, olhando para essas tecnologias disponíveis, e o mundo precisa disso. Com certeza nós não seremos cartas fora do baralho, nós seremos o próprio baralho, como o Alex disse”, apontou Silvano.

Para que essa transformação aconteça em cada um dos colaboradores, é preciso de uma coisa: inquietude. “Uma mente empreendedora, uma mente que está buscando transformação, é inquieta. Isso não quer dizer que a gente tem que ser dominado por essa inquietude, mas é tê-la como energia para poder usar nos momentos em que você possa trazer resultado e apresentar isso para os gestores”, explicou Anna.

Image for post

“A transformação acontece há muito tempo, não houve um start. Eu sempre fui muito inquieta e sempre procurei estar atenta a tudo, tentar entender que tudo que a gente sabe, pode ser que outro setor saiba melhor, tentar escutar mais, é uma forma de conseguir absorver coisas que outras pessoas estão fazendo. Então não é exatamente um start de mudança, mas é cada vez mais querer fazer essa transformação. Não existe só uma transformação também, ela vai acontecer o tempo inteiro. É isso, ser inquieto, querer fazer melhor e escutar o outro”, contou Larissa.

Por fim, Tarick incentivou: “As pessoas têm que considerar que a transformação digital e a inovação têm que partir de cada um. A presidência já deu a diretriz, então a gente tem que estar alinhado com essa diretriz, que é de inovação e crescimento. E perder um pouco esse medo de errar, porque acontece. As ideias vão precisar de ajustes, às vezes vão ser recusadas, ter limitação de prazo, de custo. Mas isso não deve nos impedir de ter boas ideias. A diretoria vai decidir o melhor momento para implementar, mas as ideias têm que estar à mesa, e quanto mais ideias, mais opções de crescimento para a Patrimar e mais rápido vai ser o processo de inovação.”

Foi lançado um desafio para todos os colaboradores do Grupo Patrimar e compartilhamos aqui com vocês também do nosso Medium. Assistir, refletir e trazer ações para o seu dia a dia que tenham como inspiração os seguintes vídeos:

Agora, mãos à obra! Estamos felizes em fazer parte dessa história e ansiosos para ver tudo que a Patrimar vai desenvolver em parceria com o Órbi. Acompanhe o Instagram do Órbi e da Patrimar Engenharia para ver de perto essa transformação digital!

E se você faz parte de uma corporate da Rede Órbi e deseja promover um Órbi Day com os seus colaboradores, entre em contato com o ponto focal da sua empresa! Difundir a mentalidade de transformação digital é uma das motivações que impulsionam o Órbi a continuar construindo futuros!